Grupo de Cantares Aléu lança novo disco

aleu.jpg

Na passagem do 10º Aniversário

No próximo dia 8 de Fevereiro, terá lugar uma sessão pública de apresentação e lançamento do segundo trabalho discográfico do Grupo de Cantares Aléu, intitulado “Deitei os olhos ao rio”, pelas 21horas, no Auditório Comendador Manuel Correia Botelho, no Conservatório Regional de Música de Vila Real.

Na passagem do 10º Aniversário

No próximo dia 8 de Fevereiro, terá lugar uma sessão pública de apresentação e lançamento do segundo trabalho discográfico do Grupo de Cantares Aléu, intitulado “Deitei os olhos ao rio”, pelas 21horas, no Auditório Comendador Manuel Correia Botelho, no Conservatório Regional de Música de Vila Real.

Numa altura em que comemora a passagem do seu 10º aniversário, o Grupo de Cantares Aléu prepara-se para lançar um novo trabalho, que inclui 12 temas de música tradicional de cariz popular, entre os quais, a Marcha de Vila Real, da autoria do Monsenhor Minhava, e a Marcha do Grupo Aléu, com letra e música do Padre Tuna, com Produção de José António Neves e Pedro Mouga, que foi gravado nos estúdios da Fundação Comendador Manuel Correia Botelho.

Fundado em Março de 1996, o Grupo de Cantares Aléu da Câmara Municipal de Vila Real, desde sempre, se assumiu como um verdadeiro “embaixador” da cultura popular da região, um papel de destaque que tem vindo a ser materializado e consolidado, ao longo de 10 anos de inúmeras deslocações e actuações além-fronteiras, em representação do Município de Vila Real, nomeadamente em Espanha, França, Alemanha, EUA, Brasil e Bósnia Herzegovina.

Para assinalar, da melhor forma, a efeméride, o Grupo de Cantares Aléu preparou, para este dia, uma pequena apresentação, em jeito de retrospectiva, dos momentos mais emblemáticos da vida do Grupo, nos últimos dez anos, repletos de provas dadas na recolha, preservação e divulgação da música tradicional transmontana e duriense e dos usos e costumes da região.

O lançamento do novo trabalho discográfico do Grupo de Cantares Aléu, que se junta a “Pra cá do Marão”, CD lançado em 1998, contou com o apoio do Padrinho do Grupo, Comendador Manuel Correia Botelho, da Câmara Municipal de Vila Real, do Governo Civil de Vila Real, Ministério da Cultura - Delegação Regional da Cultura do Norte, da Delegação do Inatel de Vila Real e da Fundação Comendador Manuel Correia Botelho.