Imprimir esta página

União das Freguesias de Mouçós/Lamares

Publicado em Freguesias

 

Presidente:  Helder Albertino Carneiro Afonso (PS)

Morada: Rua da Igreja, nº 8 | 5000-367 Vila Real

Telefone: 259356412             

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

Horário de atendimento:

Todos os dias: sede da Freguesia de Mouçós das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

 Lamares: aos domingos das 10h00 às 12h00

 

Mouçós

A antiga freguesia de Mouçós foi uma reitoria de apresentação da Casa do Infantado. Antes, fora abadia, até ao tempo do Marquês de Vila Real, D. Miguel de Meneses que, por bulas apostólicas, a reduziu a reitoria. Funcionaram nesta paróquia quatro confrarias: a de Nossa Senhora, a do Santo Nome de Jesus, a do mártir S. Sebastião e a de S. Gonçalo. Esteve em funcionamento, também, a irmandade do Divino Salvador, que é hoje o orago da freguesia. Existem várias capelas e igreja de interessante traça, a saber: a igreja do Divino Salvador, a capela da Senhora da Piedade, a capela da Senhora da Guadalupe, a capela da Nossa Senhora do Pilar, a capela da Senhora da Pena e a capela da Santa Cabeça. Duas destas capelas foram mandadas levantar por dois abades da freguesia. Assim, a capela de Nossa Senhora de Guadalupe foi da iniciativa do Protonotário D. Pedro de Castro. Este eclesiástico, que seria abade de Freamunde e Mouçós, mais tarde Protonotário Apostólico de Vila Real, de origem espanhola, foi extraordinário benfeitor de Vila Real. A capela da Senhora da Piedade foi obra do Abade Fernão de Brito, para sua capela mortuária. Para além das influências de D. Pedro de Castro e D. Fernão de Brito, deve referir-se, também, a casa dos morgados de S. Paio, no lugar de Ponte. É uma casa muito antiga onde tiveram domínio os Capitães – Mores de Ovar e senhores da Quinta do Mato e Salreu. É desta família José Teixeira de Melo e Castro, último morgado de S. Paio que instituiu a Biblioteca Pública de Vila Real.

Lugares: Abobeleira, Alfarves, Alvites, Bouça, Bouça da Raposa, Cigarrosa, Compra, Estação, Feirais, Jorjais, Lagares, Lage, Magarelos, Merouços, Pena de Amigo, Piscais, Ponte, Sanguinhedo, Santa Baía, Sequeiros, Tojais, Varge e Mouçós.

 

 

Lamares

A antiga freguesia de S. João Baptista de Lamares, era vigaria anexa à freguesia de S. Lourenço de Riba – Pinhão. Existiam outrora quatro confrarias: a de Nossa Senhora do Rosário, do Santo Nome de Jesus, de S. Sebastião e de S. João Baptista. Em Lamares passava a chamada estrada real. É seu padroeiro S. João Baptista.

Lugares: Gache, Lamares.